Colar papel de parede  sobre azulejo

Não sei se algum dia sentiram esta necessidade emergente de mudar a casa e reformá-la como se de um exercício à alma também se tratasse. É nos processos de renovação que ganhamos novo fôlego, verdade?

Quando iniciei este processo de aplicação de papel de parede foi com o intuito de cobrir os azulejos, sei lá eu de que dinastia, que tinha nas paredes da minha casa. Queria mudar os móveis, já que os antigos (móveis) me asfixiavam pela sua escuridão.

Deparei-me com um problema: Todas as indicações para aplicação de papel de parede eram para paredes lisas, ou seja, havia qualquer indicação para aplicar sobre azulejos. No entanto, dado o orçamento disponível, seria impossível mandar arrancar estes e pôr outros ou deixar ficar tudo como parede. Além das obras e “sujeira” que seria necessário.

papel_parede_na_decoracao

Decidimos assim arriscar pela aplicação do papel de parede em azulejo. Sou fã da decoração escandinava e o marido da Industrial. Então, pensei em decorar a casa uma metade de inspiração escandinava; outra metade de inspiração industrial. A transição no mesmo espaço de um estilo para o outro tem sido um desafio! E tudo começou com a escolha do papel de parede!

Escolhi, para metade da casa, papel de parede a imitar ladrilho branco; para a outra metade, papel a imitar ladrilho tijolo em consonância com o estilo industrial.

Para quem se deparou, como nós, com falta de informação se resultaria a aplicação de papel de parede sobre azulejo, a resposta é sim. Deixo-vos, então, algumas dicas:
papel_parede_na_decoracao
Imagens exemplificativas da aplicação de papel de parede em azulejo

Dica 1- Vão precisar de um Kit (à venda em lojas como a Leroy Merlin) para aplicação do papel. A cola é comprada à parte e deve ser extra forte para azulejos, dado que a superfície não é lisa, será a cola a dar sustentação. A cola aplica-se na superfície, pois era essa a indicação que vinha no papel de parede.

Dica 2 – O papel (padrão) mede 53 cm de largura, portanto, depois só é necessário achar o comprimento, de forma a conjugar (alinhar – imagem 5) o padrão do papel de parede. Isso implica, por vezes, cortar o papel 10 cm – a mais – para cima ou para baixo e depois temos de recortar o excesso (imagem 4).

Dica 3– O alisador é fundamental para pressionar o papel contra o azulejo e retirar bolhas/folgas que possam existir. (Imagem 5)

Dica 4– O “rolo de juntas” ajuda – para caramba – a alinhar as juntas. Nota-se realmente a diferença quando se passa e não se passa. Quanto se passa…fica quase imperceptível. (Imagens 8 e 9)

Dica 5-  Não se esqueçam de tirar os espelhos das tomadas, recortar à volta e pô-los novamente (imagens 6 e 7).

aplicação_papel_parede_azulejo
Nota: As fotos foram tiradas à noite, após horário de trabalho, daí a pouca luz.

Dica 6- Para fazer os recortes em zonas complicadas, como escadas, o truque é cortar o papel por inteiro, neste caso, na medida do comprimento (tinha de altura 1,06m) e ir moldando aos degraus (imagem 10). Para as janelas, podemos cortar tiras de papel de parede ao tamanho necessário.

Dica 7 – Recetividade, vontade e paciência, com uma pitada de alegria são essenciais para o cumprimento deste trabalho. É bastante trabalhoso e, por isso, tem de haver foco e determinação!!!

Com a montagem dos móveis, caminho agora para uma decoração escandinava! E estou mortinha para vos mostrar o antes e depois desta sala que virou luz!!!

Fiquem desse lado e acompanhem-me nesta caminhada. Quero saber como se renovam?

moveis_novos_blog_clickdecoração